O Hospital da Beneficência Portuguesa, além da sua importância histórica no tratamento de saúde da população de Manaus, é um dos monumentos arquitetônicos mais marcantes da cidade. Construído por iniciativa da comunidade portuguesa no Amazonas, no final do século dezenove, é um dos marcos da arquitetura neoclássica no país. Em uma época em que a cidade começava a crescer mais aceleradamente, e contava com apenas um hospital, é que, em 16 de Agosto de 1874, foi lançada a pedra fundamental do Hospital.


O núcleo histórico da atual edificação foi construído ao longo de sessenta anos, estando o seu conjunto em permanente processo de transformação.


O projeto de restauração do núcleo histórico visa retomar o uso de áreas degradadas do hospital – algumas delas isoladas por questão de segurança - resgatando-lhes a função de acordo com as necessidades atuais da medicina, com foco em sua preservação histórica.


Esta etapa do projeto visa a captação de recursos através da Lei Rouanet.